5 insights sobre o cenário dos eventos online no Brasil

5 insights sobre o cenário dos eventos online no Brasil

Depois que os eventos presenciais pararam, o setor teve que se reinventar para seguir construindo experiências. Lives, apresentações icônicas dentro de jogos, eventos com edições virtuais nunca antes vistas…

Enquanto quem pode se protege em casa, uma nova indústria dos eventos online e das experiências virtuais  vêm se formando. 

Toda essa movimentação e transformação para ambiente virtual precisava ser estudado. 

Em Junho, fomos convidados pelo instituto de pesquisa Mindminers para realizarmos juntos a 1ª pesquisa do país sobre a adoção, desafios e perspectivas sobre eventos online no Brasil.

E você pode conferir o resultado desse estudo baixando nosso report gratuito.

Mas se você quiser ir direto ao ponto, selecionamos nessa cápsula os 5 insights mais quentes sobre o cenário dos eventos online no Brasil.

5 insights sobre o cenário dos eventos online no Brasil

1- Adoção rápida e intensa

Quem não se lembra do boom de lives que rolou? De artistas se apresentando dentro dos seus quartos até lives megaproduzidas, a programação musical foi intensa! 

Logo depois, eventos que cancelaram suas edições presenciais migram para o ambiente online, prometendo uma experiência diferenciada. 

E o público comprou essa ideia! Quem iria querer ficar de fora dessas experimentações em um momento tão atípico que vivemos?

Tiveram eventos brasileiros que mandaram muito bem, como o Coquetel Molotov.EXE , e também os  gringos, como o Tomorrowland Around the World .

Em nossa pesquisa, descobrimos que 2 em cada 3 brasileiros já participaram de um evento online, e para metade, o primeiro contato foi durante a pandemia!

Da mesma forma que a telemedicina, educação e e-commerce, a aceleração da transformação digital também impactou profundamente e rapidamente o setor de eventos e entretenimento ao vivo. 

2 – Elevada aceitação

Por essa não esperávamos: 1 em cada 5 pessoas (18%) pagaram para participar de eventos online! E 96% das pessoas entrevistadas veem vantagem nesse formato.

Ou seja, se você tinha aquela ideia de que as telas saturam totalmente, fique sabendo que não é bem assim…

E claro que no contexto pandêmico, a segurança sanitária é o benefício dos eventos online que vem em primeiro lugar!

Mas outras vantagens também apareceram na pesquisa, como economia de custos com deslocamento, a acessibilidade para quem não pode viajar e a possibilidade de se conectar com pessoas de outras localidades.

Sem falar na comodidade, né? A galera gosta mesmo de curtir um evento de pijamas!

3 – Experiência comprometida pela tecnologia

Apesar da aceitação do público e a rápida evolução das experiências online,  os eventos virtuais ainda encontram algumas barreiras.

Um dos maiores desafios é a problemática da tecnologia. Sabemos que a internet no Brasil não é lá essas coisas, né?

Aquela clássica falha de conexão pode acontecer com qualquer um, seja com quem está produzindo o evento ou quem está assistindo. Mas com o tempo, a expectativa é que o problema seja minimizado, principalmente com a chegada da tecnologia 5G.

A interação também é percebida como um grande obstáculo. Chat aberto? Câmeras ligadas? Como fazer com que o público participe efetivamente do evento? A exploração de novas formas de interação é o desafio para o futuro!

Questões relacionadas ao contexto também pesam. Sejam elas a fadiga de telas, cansaço ou a falta de um ambiente para se concentrar. 

4 – Não vamos voltar ao “normal”

Como diversos outros comportamentos impactados durante a pandemia, o setor de eventos e entretenimento ao vivo não retornará ao mesmo ponto em que estava em 2019. 

Mas após ter experimentado o modelo (ainda que em um cenário cheio de limitações), quase metade (46%) das pessoas concorda que a experiência de um evento online, digital ou virtual pode ser até melhor do que a de um evento presencial.

Autonomia para assistir quando quiser, interação social, brindes e ações solidárias são algumas das experiências mais valorizadas pelos participantes de eventos online.

“O que foi criado durante a pandemia não volta para trás. As vantagens desse formato superam as limitações. Imagine daqui a alguns anos, quando o 5G for uma realidade para a maior parte das pessoas e quando essa geração que já nasceu conectada estiver ativa no mercado de trabalho?”, Franklin Costa, fundador øclb

5 – E agora? 

Apesar das limitações, 1 em cada 5 brasileiros não vê desvantagem em eventos online e 79% concordam que eles vão continuar a crescer com o fim da pandemia.

Acreditamos que os eventos do futuro serão aqueles que conseguirem explorar o melhor dos dois mundos, criando sinergias e novas experiências a partir da complementaridade entre os eventos online e presenciais.

Batemos na tecla: o futuro será cada vez mais  híbrido (veja essa ação do Ifood no GTA pra entender o que estamos falando) com a construção de jornadas de experiências cíclicas e contínuas, acontecendo no meio digital e presencial, transformando audiências passivas em comunidades participativas.


Ficou com vontade de saber mais dados sobre o cenário dos eventos no Brasil? No nosso report você tem acesso ao estudo completo. É só clicar aqui para baixar gratuitamente.

posts relacionados