As séries que mais curtimos assistir em 2021

Desde o início da pandemia, o consumo de plataformas de streaming explodiu. Com a ausência dos eventos presenciais, boa parte das nossas experiências foram vividas dentro de casa, sentados no sofá e assistindo séries. Passamos horas e horas maratonando episódios e pesquisando estréias no IMDb, Rotten Tomatoes e blogs especializados.

Abaixo segue nossa curadoria as séries que mais curtimos assistir em 2021. Diferente da seleção dos livros do último artigo, aqui vamos dar foco apenas para as séries lançadas entre 2020 e 2021. Para evitar que esse artigo ficasse infinito, optamos por não indicar temporada de séries desse ano. Apenas uma série que lançou uma temporada nesse ano entrou nesta lista por uma licença poética. Ela merece.

1. We Are Who We Are (HBO Max, 7.3 IMDb)

A queridinha dos filmes indie dos anos 90 Chloe Sevigny (Party Monster, The Last Days of Disco) e (a nossa) Alice Braga vivem um casal que se muda para uma estação militar multi-étnica-cultural com um problemático porém cativante filho adolescente. Conflitos geracionais e uma camada de tensões do zeigeist atual (territorialidade, discussão de gênero, identidade e religião) que só no finalzinho você entende completamente porque o nome dessa série é “somos o que somos”. Destaque para a trilha sonora e direção de arte impecáveis.

2. Small Axe (Amazon Prime, IMDB 7.9)

Wow. Que série! Essa é uma ode para os fãs de música, e um reconhecimento mais que necessário à influência da produção artística negra. Cada episódio é praticamente um filme, com início meio e fim e alguns com mais de uma hora de duração. Então, essa é uma série para você assistir com calma, saboreando cada história (vale a pena). O diretor vencedor do Oscar Steve McQueen (Hunger, Shame, 12 Anos de Escravidão) assina essa obra prima. Dica: você vai assistir a melhor cena de dança dos últimos tempos no episódio Lovers Rock (nosso favorito).

3. Mare of East Town (HBO, 8.5 IMDb)

HBO sendo a HBO. E Kate Winslet dando uma aula de interpretação (depois dessa, fica até difícil lembrar dela em Titanic). Uma minisserie de sete episódios, com início meio e fim, e que fim… Se você é fã de séries policiais e mistérios, atuações digna de Oscar (Emmy no caso), direção de fotografia e um roteiro impecável – daqueles que não te deixa dormir em paz até assistir o próximo episódio – então Mare of East Town é a melhor série que você vai assistir nesse ano. Confia na gente.

4. Invincible (Amazon Prime, 8.7 IMDb)

É difícil indicar essa série pra quem não é fã de super heróis e animações. Mas essa é daquelas que vai te surpreender. É a história de um adolescente que é filho do herói mais poderoso do mundo. Até aí, nada demais. Mas no melhor estilo quadrinhos adultos, essa série tem tanta violência, zoeira e plot twists que ela põe a outra série famosa da Amazon sobre super heróis The Boys no chinelo. Ah, antes que a gente esqueça: o criador dela é Robert Kirkman, o mesmo de Walking Dead. Essa é pra maratonar.

5. Hacks (HBO Max, 8.4 IMDb)

A HBO Max já virou nosso selo de qualidade preferido atualmente e Hacks é uma daquelas séries que justificam nossa posição. A série é um drama comédia que trata da relação entre duas comediantes, Jean Smart, consagrada no passado mas precisando de uma renovação de público e repertório, e Ava Daniels, a novata garota-problema-porém-genial. A cumplicidade e a relação das duas e as dores de cada geração sendo retratadas de uma forma poética e sem clichês, faz de Hacks uma série sobre duas mulheres que estão reaprendendo a viver. Como diria a rainha Maria Bethânia: “a arte de sorrir cada vez que o mundo diz não”.

6. Starstruck (HBO Max, 7.8 IMDb)

Olha a HBO Max aí de novo. Essa é uma série leve, daquelas que vai te arrancar boas gargalhadas. Imagina a cena. Você sai numa noite qualquer pra um bar com suas amigas (ou amigos) e conhece alguém interessante. Papo vai, papo vem, daí vocês acabam dormindo juntos. No dia seguinte, você descobre que dormiu com um astro do cinema, mundialmente famoso (mas é claro que você não percebeu porque nunca assistiu aos seus filmes). Starstruck é um serido inglês, produzido pela BBC, com aquele humor inteligente, rápido e passivo-agressivo que os britânicos são mestres em criar. Destaque para a atuação de Rose Matafeo, no papel de Jessie, a protagonista da série.

7. Maid (Netflix, 8.5 IMDb)

Que série pesada essa, viu? Mas é também disparada uma das melhores séries do ano na Netflix. Um drama sensível sobre a vida de Alex, uma jovem branca americana e paupérrima, que sobrevive como faxineira para oferecer uma condição de vida melhor que a sua à sua filha Maddie, tendo como pedras no meio do caminho a conturbada relação com a sua família e seu ex-marido. Curiosidade: Margareth Qually, a protagonista da série, é filha na vida real de Andie MacDowell, sua mãe na série (merece o Emmy em 2022). Separa o lenço!

8. We Are Ladyparts (não lançada em nenhuma plataforma no Brasil, 8.1 IMDb)

We Are Ladyparts é uma das mais obscuras (não vai ser fácil de achar) porém mais original, criativa e divertida série lançada em 2021. Produzida pela inglesa Channel 4, conta a história de uma banda punk de cinco mulheres com histórias de vida e personalidades distintas unidas por dois traços em comum: o amor pela música e a religião muçulmana. A trilha sonora é in-crí-vel (!) e aposto que depois de assistir, você vai pedir bis. 

9. Reservation Dogs (Hulu, 8.1 IMDb)

Outra série super original, e que não é todo mundo que vai gostar. Reservation Dogs narra a história de uma gangue de adolescentes que vive numa cidade no fim do mundo tentando matar o tempo fazendo pequenos roubos e indelitos. O ponto criativo aqui é que praticamente 90% dos personagens são indígenas norte-americanos. Como a We Are Ladyparts (acima), essa série traça um ponto de vista com uma narrativa completamente diferente do que você está acostumado a assistir, incluindo boas piadas com muita ironia, clichês auto-críticos e sarcasmo contra o homem branco.

10. Only Murders In The Building (Hulu, 8.2 IMDb)

Steve Martin, Steve Martin e Steve Martin. Se você foi uma criança ou adolescente que assistiu a clássicos dos anos 80 como Roxane, A Pantera Cor de Rosa, Os Trés Amigos! e O Panaca, então você vai voltar à infância assistindo essa série que conta a história de um um trio improvável de fãs de podcasts que tentam solucionar o mistério de um assassinato no prédio onde vivem. Martin Short é outro veterano premiado que dá uma aula de atuação. E se você nasceu nesse milênio, bem… A musa GenZ Selena Gomez fecha o trio de amigos investigadores (mas adianto que sua atuação é sofrível… ok, podem nos cancelar agora).

Bônus: 3ª Temporada de Succession (HBO, 8.7 IMDb)

Succession é a melhor série exibida hoje na TV, e cada episódio é melhor que o outro. Ela entra nessa lista com uma licença poética, pois apesar de ter estreado em 2018, sua 3ª temporada é mais atual e necessária de assistir que nunca. O jogo de câmeras, os diálogos absurdos e improváveis, a relação entre a família liderada pelo patriarca Logan Roy e a tensão permanente faz dessa série do tipo HBO sendo HBO em seu estado de graça. Terrível é ter que sofrer esperando uma semana para assistir a cada episódio… (sentimos inveja de você se ainda não a começou a assistir)

posts relacionados